Domingo, 24 de Outubro de 2021

Policiais que roubaram cocaína apreendida na fronteira de MS são condenados a 60 anos


Policiais já cumpriam pena em delegacia de Pedro Juan Caballero - Divulgação

A Justiça do Paraguai condenou três policiais que entregaram 252 quilos de cocaína apreendidos em 2015 a dois vereadores departamentais do Bairro Fortuna de Pedro Juan Caballero, na fronteira com Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul.

Lúcio Natividad Recalde Melgarejo foi sentenciado com 22 anos de prisão, Santiago Ferreira Coronel, enquanto Celso Fleitas, 18 anos de prisão. Os três cumpriam pena na Delegacia de Polícia Pedro Juan Caballero, de onde retiraram um carregamento de 252 quilos de cocaína.

De acordo com a breve explicação do Tribunal, Recalde Melgarejo recebeu a pena máxima por ter sido o comandante do grupo que facilitou a entrega do medicamento. Por sua vez, Ferreira Coronel é quem comprovadamente ajudou a retirar a carga, enquanto Fleitas recebeu menos anos por estar no arsenal e ajudando na operação ilegal.

Na ocasião, os vereadores departamentais de Amambay, César Augusto Quevedo Isnardi, do Partido Liberal, e José María Bogado Martínez, do Partido Colorado, também foram detidos como supostos responsáveis ??pela carga.

O julgamento conduzido pelas juízas Mirta Soto, Librada Peralta e Marcelina Quintana aconteceu no Grupo Especializado da Polícia Nacional, em Assunção, e a leitura integral da sentença será feita no dia 25 de agosto às 13h, em Pedro Juan Caballero.

O caso teve grande repercussão pela quantidade de droga apreendida na época e que pertencia a Clemencio "Gringo" González Giménez — preso este ano pela Senad — e também pelo fato de haver supostos narco-políticos envolvidos, uma vez que a cocaína apreendida havia sido retirada de Quartel-General do Arsenal Pedro Juan Caballero.


Fonte: Midiamax