Portal do MS - Sua fonte de notícias de Mato Grosso do Sul

Sexta-feira, 01 de Julho de 2022

Notícias/Policial

Após levar carro para a Bolívia, casal é preso ao registrar B.O

Com o aumento de golpes envolvendo carros alugados, os policiais de plantão acionaram a equipe do SIG e o casal foi levado para o núcleo de investig

Após levar carro para a Bolívia, casal é preso ao registrar B.O
Polícia Civil/Divulgação
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Um casal, morador de Sorocaba, no interior de São Paulo, foi preso nesta terça-feira, dia 15 de março, em Corumbá, cidade localizada na região de fronteira com a Bolívia, após levar um carro roubado de locadora para a Bolívia e tentar registrar um boletim de ocorrência.

De acordo com o registro policial, Gustavo Dantas de Andrade e Aneli Bueno de Oliveira, 33 e 34 anos, respectivamente, procuraram a 1ª Delegacia de Polícia Civil de Corumbá, na tarde de ontem, para registrarem o furto de um veículo Fiat/Toro, com placas de Belo Horizonte, Minas Gerais.

Com o aumento de golpes envolvendo carros alugados, os policiais de plantão acionaram a equipe do SIG (Setor de Investigações Gerais) e o casal foi levado para o núcleo de investigações.

De acordo com informações, na entrevista, a equipe identificou alguns diversos pontos de divergência na história contada pelo casal, entre eles horário e local do furto, que cada um relatou de forma diferente.

Foi feito então o rastreio do veículo e verificado que ele foi conduzido sentido o país vizinho pela rodovia Ramon Gomes, às 13h29, no último domingo (13). No mesmo horário, Aneli afirmou que estava fazendo compras e quando retornou percebeu que o carro havia sido furtado.

Os policiais foram com a mulher até o local onde ela afirmou que estava no momento do crime, mas ela não soube precisar exatamente onde havia acontecido, dando voltas em pontos aleatórios e quando foi questionada novamente, ela contou que foi até a Bolívia e deixou a Fiat Toro na esquina de um hotel em Puerto Quijarro, junto com Gustavo.

Ela ainda contou que os dois são moradores de Sorocaba, cidade onde também alugaram o carro e foram contratados por um homem identificado como “Duzentão”, para levar o veículo e vender na Bolívia.

O valor seria dividido entre os três e o irmão de Aneli, identificado como Fábio Bueno de Olieira, que sabia do esquema criminoso e forneceu uma conta para depósito do dinheiro da venda do veículo. Também participou do esquema um amigo de Fábio, identificado como Danilo Roberto Assis Arguelho, que mora de Miranda em Mato Grosso do Sul e buscou o casal no país vizinho. 

FONTE/CRÉDITOS: Campo Grande News
Comentários:

Veja também

Seja bem vindo!