Portal do MS - Sua fonte de notícias de Mato Grosso do Sul

Quinta-feira, 11 de Agosto de 2022

Notícias/Política

Coalizão tucana está disposta a contra-atacar ex-prefeito

Evento em que 71 prefeitos anunciaram apoio ao pré-candidato Eduardo Riedel (PSDB), o governador Reinaldo Azambuja avisou que retribuirá eventuais ataques.

Coalizão tucana está disposta a contra-atacar ex-prefeito
Divulgação
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) já deu sinais que a coalizão de partidos da campanha de Eduardo Riedel (PSDB) ao governo do Estado está se armando para a guerra eleitoral em Mato Grosso do Sul. “

Para cada mentira, vamos contar uma verdade”, declarou o governador na semana passada, na sede do PSDB, em evento que reuniu mais de 70 prefeitos para manifestação de apoio a Riedel para governador e a Tereza Cristina (PP), ex-ministra da Agricultura, para o Senado.

Azambuja chamou atenção de Riedel que poderá vir bombardeio dos adversários. Mas o tranquilizou dizendo que a campanha estará estruturada para contra-atacar.  

Sem citar nomes, Azambuja deixou entender que um dos alvos na mira da artilharia da coalizão do PSDB é o ex-prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), que renunciou ao mandato no início do mês para entrar na batalha eleitoral. 

Ele insinuou que o ex-prefeito da Capital, sem mencionar o nome, administrou mal as finanças da prefeitura, provocou a queda na arrecadação dos tributos, e lembrou ainda que ajudou Marquinhos na execução de obras na cidade.  

Na mesma ocasião, Reinado Azambuja ainda criticou o ex-prefeito de Campo Grande, lembrando que foi o governo de Mato Grosso do Sul um dos responsáveis pela maioria da obras, sobretudo, pelo pagamento da contrapartida que viabilizou a liberação de dinheiro federal.  

FONTE/CRÉDITOS: Correio do Estado
Comentários:

Veja também

Seja bem vindo!