Portal do MS - Sua fonte de notícias de Mato Grosso do Sul

Quarta-feira, 17 de Agosto de 2022

Notícias/Mato Grosso do Sul

Com menor rejeição, Riedel sobe em pesquisa que tem Marquinhos e André em 1º

Levantamento do Instituto Novo Ibrape entrevistou 3 mil pessoas e 28 municípios sul-mato-grossenses.

Com menor rejeição, Riedel sobe em pesquisa que tem Marquinhos e André em 1º
Divulgação
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Pesquisa de intenção de votos do Instituto Novo Ibrape coloca o pré-candidato André Puccinelli (MDB) como campeão em rejeição na corrida eleitoral de 2022. Dos entrevistados, 26,4% afirmam que não votariam de jeito nenhum no ex-governador.

Nesse quesito, André dispara na frente, com mais que o dobro de rejeição do pré-candidato que teve o segundo pior índice negativo, o ex-prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), rejeitado por 11,7% dos eleitores. 

Na comparação dos três pré-candidatos à frente na disputa, Eduardo Riedel é o de maior aceitação. Entre os entrevistados, apenas 4,9% disseram rejeitar o tucano.

Também anunciado para a briga pelo governo, o deputado estadual Renan Contar, o Capitão Contar, tem 9,3% de rejeição, a deputada federal Rose Modesto surge com 5,9% que não votam nela. Outros 4,3% disseram rejeitar Gisele Marques (PT) e 1,3% não gostam da pré-candidata do PSOL, Luhhara Arguelho, a mais desconhecida dos 7 nomes postos até agora. 

Ranking dos votos

O levantamento do Novo Ibrape também mostra avanço do pré-candidato do PSDB na disputa ao governo de Mato Grosso do Sul. Riedel agora ocupa o 3º lugar na preferência do eleitor. O ex-governador André Puccinelli (MDB) e o ex-prefeito Marquinhos Trad (PSD) permanecem tecnicamente empatados em 1ª colocação. 

Na pergunta estimulada, quando uma lista de pré-candidatos é apresentada ao eleitor, o levantamento coloca André com 22,1% e Marquinhos com 21,5%, diferença de menos de um ponto percentual.

Riedel tem 13,7% das intenções de votos. Em 4ª posição surge Rose Modesto, com 12%, seguida por Renan Contar  (PRTB) com 6,6% e Gisele Marques (PT) com 2,1%. Luhhara Arguelho (PSOL) foi a única que não recebeu nenhuma menção. 

FONTE/CRÉDITOS: Instituto Novo Ibrape
Comentários:

Veja também

Seja bem vindo!