Portal do MS - Sua fonte de notícias de Mato Grosso do Sul

Domingo, 03 de Julho de 2022

Notícias/Economia

Confira o calendário de saques de até R$ 1 mil do FGTS e saiba como retirar dinheiro

Retiradas podem ser feitas conforme o mês de nascimento do trabalhador a partir de 20 de abril.

Confira o calendário de saques de até R$ 1 mil do FGTS e saiba como retirar dinheiro
Ilustração
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O governo federal confirmou nesta quinta-feira (17) o novo saque emergencial de até R$ 1 mil do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). A data limite para saque é até o dia 15 de dezembro, conforme o anúncio. A medida provisória foi assinada pelo presidente Jair Bolsonaro.

Também ficou definido que haverá um calendário para saques, que deve seguir o mês de nascimento dos trabalhadores.

O cronograma prevê que os saques sejam liberados entre os dias 20 de abril (para nascidos em janeiro) e 15 de junho (nascidos em dezembro). Todos os grupos poderão sacar até dezembro. Confira as datas:

Nascidos em janeiro: 20 de abril
Nascidos em fevereiro: 30 de abril
Nascidos em março: 04 de maio
Nascidos em abril: 11 de maio
Nascidos em maio: 14 de maio
Nascidos em junho: 18 de maio
Nascidos em julho: 21 de abril
Nascidos em agosto: 25 de abril
Nascidos em setembro: 28 de abril
Nascidos em outubro: 1º de junho
Nascidos em novembro: 08 de junho
Nascidos em dezembro: 15 de junho

“O valor fixado como limite para o Saque Extraordinário não comprometerá financeiramente o FGTS e não reduzirá as operações de apoio aos setores de habitação, saneamento e infraestrutura”, disse o Ministério do Trabalho e Previdência em nota, ressaltando que o fluxo projetado permite a manutenção de reserva técnica exigida para o fundo.

A medida deve injetar até R$ 30 bilhões na economia e a estimativa é que cerca de 40 milhões de trabalhadores sejam beneficiados. Esta é a quarta vez que o governo federal recorre a saque extra do FGTS para estimular a economia.

FONTE/CRÉDITOS: Mídia Max News
Comentários:

Veja também

Seja bem vindo!