Portal do MS - Sua fonte de notícias de Mato Grosso do Sul

Quinta-feira, 11 de Agosto de 2022

Notícias/Geral

CRV ou CRLV impressos em papel moeda? Detran-MS continua imprimindo documentos; saiba como solicitar

Versão dos documentos é opcional para o motorista do veículo

CRV ou CRLV impressos em papel moeda? Detran-MS continua imprimindo documentos; saiba como solicitar
Ilustração
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Apesar do 'boom' digital que a pandemia do coronavírus provocou e quase tudo passou a ser feito digitalmente e na internet, algumas pessoas ainda preferem os meios antigos. Documentos como carteira de habilitação, contratos a até receitas médicas hoje podem ser acessadas por aplicativos no celular. 

Mas especificamente sobre o CRV (Certificado de Registro de Veículo) e CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo), o Detran-MS disponibiliza tanto a versão digital quando a impressa. Porém, é importante ressaltar que o documento impresso só tem validade se for o com papel-moeda, conforme o advogado especialista em Direito de Trânsito, Márcio Dias. 

Digitalmente, é possível obter o documento através do aplicativo CDT (Carteira Digital de Trânsito) — disponível para Android e iOS — e usá-lo ou compartilhá-lo em formato PDF com o principal condutor, caso seja necessário. Assim, ambos estarão munidos do documento caso seja abordado por alguma fiscalização.

No ano passado, uma decisão liminar do TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) obrigou os Detrans (Departamentos Estaduais de Trânsito) de todo o país a voltarem a emitir a versão física do CRLV.  Em nota ao Jornal Midiamax, o Detran-MS esclareceu que não é parte desse processo judicial, mas aguarda orientações da Senatran (Secretaria Nacional de Trânsito).

O Departamento informou que presta atendimento a quem não tem acesso facilitado aos meios digitais, nas agências. Segundo o órgão, basta que agende um horário e vá até a agência para que o CRV e CRLV seja impresso. 

FONTE/CRÉDITOS: Mídia Max News
Comentários:

Veja também

Seja bem vindo!