Portal do MS - Sua fonte de notícias de Mato Grosso do Sul

Quinta-feira, 11 de Agosto de 2022

Notícias/Policial

Delegado "cai"após dar tiros em carro da jovem

Caso será investigado por Corregedoria da Polícia Civil e Ministério Público do Estado

Delegado
Foto: Divulgação
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Dois dias após a discussão por incidente no trânsito envolvendo o delegado-geral da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, Adriano Garcia Geraldo, e uma profissional da moda que teve três pneus do carro estourados por tiros disparados pelo policial, caiu o chefe da histórica instituição.  

Ao saber da notícia, a jovem de 24 anos disse que já estava enxergando a “justiça sendo feita” e que sentia-se aliviada com a saída do delegado.  

O Correio do Estado, em primeira mão, publicou em seu Portal, na manhã de sexta-feira, que o episódio havia derrubado o diretor-geral. 

À tarde, a confirmação manifestou-se por meio de um comunicado, assinado por Adriano Geraldo, enviado para o governador Reinaldo Azambuja, do PSDB.

O delegado, chefe da Polícia Civil de MS, escreveu que, “em caráter irrevogável e irretratável” e por motivos sucintamente expostos, pedia a “dispensa da função ora exercida”.

Diz também o comunicado do policial: “Considerando que, por questões de cunho pessoal e familiar, opto por colocar à disposição de Vossa Excelência a função em apreço, cujos motivos que ensejaram a presente tomada de decisão serão esclarecidos pessoalmente em momento oportuno”.

Embora o delegado-geral tenha pedido dispensa, era quase certa sua saída da direção da Polícia Civil. 

É que assim que a Corregedoria da PC abrisse investigação acerca do episódio que o envolveu, por regra, o delegado deveria ser afastado da função de chefia. Foi o que disseram as fontes especializadas no assunto, ouvidas pela reportagem.

Além da Corregedoria, o caso também já é investigado pelo Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS).

No fim da nota, Adriano Geraldo agradeceu ao governo pelo cargo, que ocupou por um ano: 

“Aproveito o ensejo para externar os sinceros agradecimentos pela confiança e apoio dispensados por Vossa Excelência e equipe no período em que este signatário esteve à frente da Delegacia-Geral da Polícia Civil, ressaltando que permanecerá à disposição exercendo com muita honra o cargo de delegado”, encerrou o policial.

FONTE/CRÉDITOS: Correio do Estado
Comentários:

Veja também

Seja bem vindo!