Portal do MS - Sua fonte de notícias de Mato Grosso do Sul

Quarta-feira, 17 de Agosto de 2022

Notícias/Mato Grosso do Sul

Deputados federais de MS atribuem aumento do diesel a Petrobras

O diesel teve um novo aumento e deputados 'culpam' empresa.

Deputados federais de MS atribuem aumento do diesel a Petrobras
Divulgação
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O reajuste de 8,87% no óleo diesel, causou descontentamento não só na população, mas a bancada federal de Mato Grosso do Sul parece que também não concordou com o aumento. Parlamentares falaram para o Midiamax que a Petrobras é a maior culpada quando o assunto é aumento.

O Deputado Dagoberto Nogueira (PSDB), diz que o aumento não é culpa do Estado e nem dólar. O parlamentar culpa a empresa, ressaltando que a Petrobrás não pensa em seu papel social.

“Os aumentos dos combustíveis não é questão do Estado e nem do dólar, que caiu e o valor do combustível continua subindo. O problema está na Petrobras. 83% do estudo fica por conta da empresa. Além das ações subirem, ela está pagando dividendos. A empresa está trabalhando para poucos e tirando de todos. A política está errada na Petrobras que paga dividendos e não cumpre um papel social”, disse.

Vander Loubet (PT), diz que o novo reajuste do diesel é mais um item na lista de ‘maldades’ praticadas pelo atual governo. O petista relembra que a União é a acionista majoritária da Petrobras, com 51% das ações da empresa. Ele também lamentou dizendo que a medida vai trazer impactos sobre todos os produtos transportados por rodovias, ou seja, tudo pode ficar mais caro e o problema da inflação pode piorar.

“O grande problema que temos nessa área é a política de preços da Petrobras que passou a ser praticada no final de 2016 e tem como parâmetro a cotação do dólar e o preço internacional do barril. Essa política segue sendo mantida pelo Bolsonaro, que se mostra incapaz de tomar uma atitude a respeito”, disse.

Vander também comentou sobre os lucros da empresa alegando que a Petrobras produz em real e cobra em dólar.

“O resultado está aí: de lá para cá os preços subiram sem parar, castigando o bolso do povo brasileiro. Para piorar, privatizaram setores da Petrobras, como a BR Distribuidora, o que também deixou os preços mais caros. É necessário acabar com essa dolarização da política de preços da Petrobras. Vale relembrar: 51% da Petrobras pertence ao povo brasileiro, a todos nós. Por isso, a empresa não pode focar apenas no lucro e nos dividendos dos acionistas internacionais (que têm batido recordes). A Petrobras precisa cumprir um papel social e atender as necessidades da população”, finalizou.

O Midiamax tentou entrar em contato com todos os outros deputados federais de Mato Grosso do Sul, mas até o fechamento desta reportagem não obteve repostas. O canal segue aberto caso algum parlamentar queira se manifestar.

FONTE/CRÉDITOS: MídiaMax
Comentários:

Veja também

Seja bem vindo!