Portal do MS - Sua fonte de notícias de Mato Grosso do Sul

Terça-feira, 24 de Maio de 2022

Notícias/Mato Grosso do Sul

Em 7 anos e três meses, MS garantiu emprego para 72.345 trabalhadores

Para o governador Reinaldo Azambuja, o bom nível de empregabilidade é reflexo da retomada da economia.

Em 7 anos e três meses, MS garantiu emprego para 72.345 trabalhadores
Divulgação
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

De 2015 até o primeiro trimestre de 2022, Mato Grosso do Sul gerou 72.345 novos postos de trabalho, incluindo os empregos que foram recuperados e que haviam sido perdidos pela retração da economia entre 2015 e 2017. No período, Serviços, Indústria, Construção Civil, Agronegócio e Comércio foram os setores que mais criaram empregos. A retomada do crescimento, a partir de 2019, foi interrompida em 2020 em razão da pandemia de Covid-19, mas voltou com força em 2021, impulsionada pelas ações emergenciais do Governo do Estado. Nas estatísticas de expansão de empresas e microempreendedores individuais (MEIs) é possível observar a retomada vigorosa da economia já no segundo ano da pandemia. 

Segundo o Caged (Cadastro de Empregados e Desempregados), o estoque de emprego formal no mês de março fechou com 6.210 novas vagas, aumento equivalente a 1,08% em relação a fevereiro. É o 2º maior crescimento em termos percentuais no mercado de trabalho. Comparado ao estoque de empregos em dezembro, o crescimento foi de 3,03%. No acumulado do ano (janeiro a março), MS ocupa o 10º lugar no país na geração de empregos formais com um saldo de 17.044 novas vagas. No acumulado dos últimos 12 meses, que engloba o período de abril/21 a março/22, MS teve um saldo de 39.181 empregos formais, uma expansão de 7,26%.

Para o governador Reinaldo Azambuja, o bom nível de empregabilidade é reflexo da retomada da economia, comprovada pelo crescimento das riquezas produzidas no Estado e que compõem o Produto Interno Bruto (PIB). "PIB é riqueza, é emprego e desenvolvimento. PIB é oportunidades. Isso tem muito a ver com as reformas estruturantes e organização que fizemos no Estado desde 2015, o que fortaleceu a economia do Estado. Isso tem muito a ver também com a credibilidade da nossa lei de incentivos e a atração de indústrias que potencializam o crescimento. E o mais importante: além de ser o maior crescimento do PIB na pandemia, a projeção para 2022, 2023 e 2024 é que Mato Grosso do Sul deve continuar sendo o Estado com maior crescimento”, destacou. De acordo com as projeções econômicas, Mato Grosso do Sul deve crescer entre 1,4% e 1,6% em 2022. No acumulado de 2020 a 2022, o crescimento deve alcançar 4,9%. 

FONTE/CRÉDITOS: Subcom
Comentários:

Veja também

Seja bem vindo!