Portal do MS - Sua fonte de notícias de Mato Grosso do Sul

Quinta-feira, 11 de Agosto de 2022

Notícias/Policial

Empresa cai em golpe de R$ 4 milhões ao comprar 25 mil sacas de soja

Segundo a Polícia Civil, fica o alerta para mais uma nova modalidade de golpe no setor do agro em Mato Grosso do Sul.

Empresa cai em golpe de R$ 4 milhões ao comprar 25 mil sacas de soja
Divulgação
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Empresa do ramo agropecuário caiu em golpe ao acreditar que estava comprando 25 mil sacas de soja de um produtor rural em Mato Grosso do Sul. O prejuízo chegaria a R$ 4 milhões, mas a Polícia Civil conseguiu o bloqueio da quantia, que foi restituída à vítima. Diligências apontaram que se trata de um novo golpe no setor do agronegócio em MS.

Conforme a polícia, a negociação começou em março deste ano, pela filial da empresa em Amambai. Um produtor rural teve o celular clonado, que passou a ser utilizado pelo golpista, inclusive, com a mesma foto, até com informações pessoais e profissionais do titular da linha. O golpista, se passando pelo verdadeiro produtor, vendeu 25 mil sacas de soja para embarque em armazém da região.

A negociação foi concretizada no dia 12 de maio de 2022 mediante contrato, e-mails, fechamento normal para o ramo do agronegócio, com pagamento programado para o dia 14 de junho de 2022 (modalidade embarque após pagamento). Mediante apresentação de documentos possivelmente falsificados por parte do golpista, a empresa - com sede em Campo Grande - efetuou o pagamento de R$ 4.466.250,00.

Conforme a investigação, o suposto produtor fez documentos de cessão de crédito para pagamento a terceiros - justamente um método utilizado pelos estelionatários para dificultar na identificação deles.

Após o pagamento pela empresa, o golpista falsificou e-mails como se tivesse encaminhado a liberação do embarque ao armazém de Amambai. No entanto, a empresa teve uma surpresa ao solicitar a liberação do produto diretamente ao armazém. O gerente informou que o produtor não tinha soja depositada naquele local.

Foi então que a empresa tentou diversas vezes contato com o suposto produtor, mas ele já não atendia as ligações e não respondia as mensagens. A corretora que fez as tratativas, por meio de um representante, foi até a residência do produtor e constatou que havia caído em um golpe. O verdadeiro produtor disse que não tinha conhecimento da venda, que não havia feito a negociação e nem soja ele tinha.

Posteriormente, a empresa tomou as devidas providências para tentar bloquear o dinheiro através dos meios de segurança dos bancos. O pecuarista, dono da empresa, registrou boletim de ocorrência na delegacia de Maracaju. O dinheiro já estava na conta de terceiros, no entanto, após trabalho da Polícia Civil, com apoio das agências bancárias, foi totalmente restituído, não gerando prejuízos.

Segundo a Polícia Civil, fica o alerta para mais uma nova modalidade de golpe no setor do agro em Mato Grosso do Sul, de que estelionatários têm clonado celulares e se passado por produtores rurais e empresários do ramo. 

FONTE/CRÉDITOS: CampoGrandeNews
Comentários:

Veja também

Seja bem vindo!