Portal do MS - Sua fonte de notícias de Mato Grosso do Sul

Quinta-feira, 11 de Agosto de 2022

Notícias/Mato Grosso do Sul

Estado deve produzir 21,5 milhões de toneladas de grãos

Estimativa do IBGE aponta crescimento de 13,5% na produção de cereais, leguminosas e oleaginosas em Mato Grosso do Sul na safra deste ano.

Estado deve produzir 21,5 milhões de toneladas de grãos
Divulgação
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A safra de cereais, leguminosas e oleaginosas em Mato Grosso do Sul deve alcançar 21,583 milhões de toneladas neste ano, de acordo com a última estimativa do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), divulgada em maio pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).  

O número é 13,5% maior (ou 2,547 milhões de toneladas acima) da safra colhida no ano passado (19,009 milhões) .

Ainda de acordo com o levantamento, a área semeada no Estado terá um acréscimo de 9,3% no comparativo anual. Em 2022, são 5,928 milhões de hectares, ante os 5,422 milhões de hectares plantados em 2021.  

“A safra de verão nas lavouras do centro-sul do País sofreu com questões climáticas, o que levou à redução de estimativas de produção. Mas, com o retorno das chuvas em janeiro, houve recuperação de algumas lavouras”, explica o gerente da pesquisa, Carlos Barradas.

Para a safra nacional, a projeção aponta para 261,5 milhões de toneladas, 8,3 milhões de toneladas (ou 3,3%) acima da produção obtida em 2021 (253,2 milhões).

A área colhida é estimada em 71,9 milhões de hectares, crescimento de 4,9% no comparativo com a safra do ano passado (3,4 milhões de hectares).  

O arroz, o milho e a soja, os três principais produtos desse grupo, somados, representam 92,2% da estimativa da produção e respondem por 87,8% da área a ser colhida.  

Frente a 2021, houve acréscimos de 8,1% na área do milho (7,2% na primeira safra e 8,4% na segunda), de 10,4% na área do algodão herbáceo e de 4,2% na da soja. Por outro lado, houve quedas de 2,0% na área do arroz e de 2,9% na do trigo.

Na projeção de produção, houve altas de 11,6% para o algodão herbáceo em caroço, alcançando 6,5 milhões de toneladas, de 1,4% para o trigo (7,9 milhões) e de 27,5% para o milho (111,9 milhões).  

É esperada queda de 1,4% no milho na 1ª safra (25,3 milhões) e alta de 39,4% no milho na 2ª safra (86,6 milhões). Há projeção de queda de 12,2% para a soja (118,5 milhões) e de 8,5% para o arroz em casca (10,6 milhões).

FONTE/CRÉDITOS: Correio do Estado
Comentários:

Veja também

Seja bem vindo!