Portal do MS - Sua fonte de notícias de Mato Grosso do Sul

Domingo, 03 de Julho de 2022

Notícias/Policial

Funcionário de banco é preso recebendo encomenda de droga no local de trabalho

Ele comprava entorpecente pelos Correios.

Funcionário de banco é preso recebendo encomenda de droga no local de trabalho
Divulgação
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Foi preso em flagrante nesta terça-feira (17) um funcionário da Caixa Econômica Federal em Bonito, a 300 quilômetros de Campo Grande, após receber encomenda de entorpecentes. O remetente é do Rio de Janeiro (RJ) e outras encomendas já tinham sido interceptadas e destinatários presos.

A investigação apurava o tráfico de drogas sintéticas, enviadas por meio dos Correios. O suspeito foi identificado em Bonito e já teria recebido outras encomendas no local de trabalho, na agência bancária.

Com a informação de que uma nova correspondência seria entregue nesta terça-feira, no banco, policiais civis de Bonito, com apoio do Garras (Delegacia Especializada em Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros), foram ao local e aguardaram a chegada dos Correios.

Assim que recebeu a mercadoria, o suspeito foi abordado. Os agentes filmaram ele recebendo a encomenda e, assim, a correspondência foi aberta e foram encontradas as porções de droga, em um envelope de plástico bolha.

Droga por encomenda
Na caixa foram apreendidas 50 unidades de ecstasy, de peso aproximado de 30 gramas. O suspeito confirmou que tinha comprado a droga pela internet e já tinha recebido outro pedido dias atrás. Ele também revelou que era usuário de drogas e usava o entorpecente nos finais de semana, com amigos.

Já na casa do acusado foram encontrados 26 selos de LSD, porções de maconha, porção de haxixe, dois pacotes de “Alibaba Power Honey”, também conhecido como “Melzinho do amor”, produto de venda proibida pela Anvisa.

A droga foi apreendida e o suspeito encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil. Também participaram das investigações e da ação SIG (Setor de Investigações Gerais) de Bonito, Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico) e a Coordenadoria de Segurança Corporativa dos Correios.

FONTE/CRÉDITOS: MídiaMax
Comentários:

Veja também

Seja bem vindo!