Portal do MS - Sua fonte de notícias de Mato Grosso do Sul

Terça-feira, 05 de Julho de 2022

Notícias/Mato Grosso do Sul

MS tem aumento de 40% no número de pedidos de medicamentos na Justiça

Usuários do SUS têm recorrido com maior frequência ao Poder Judiciário para terem remédios na rede pública

MS tem aumento de 40% no número de pedidos de medicamentos na Justiça
Divulgação
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Mato Grosso do Sul registrou aumento de 40% nas judicializações de pedidos de remédios à Defensoria Pública do Estado, neste início de 2022. A falta de medicamentos na rede pública afeta usuários do SUS (Sistema Único de Saúde), que não conseguem o remédio e têm de recorrer ao Poder Judiciário para terem acesso aos fármacos. 

Segundo a Defensoria, o prazo de tramitação do processo até que o paciente receba a medicação pode ser de até 60 dias, mas há casos que superam 12 meses, quando têm relação com a Justiça da União.

Em março, uma avó relatou que tentava, diariamente, conseguir medicamentos necessários para o tratamento do neto, de quatro anos, na UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do Bairro Maria Aparecida Pedrossian, que sofreu um AVC (Acidente Vascular Cerebral) logo ao nascer e tem síndrome de West, cardiopatia e broncodisplasia, o que exige acompanhamento com substâncias controladas.

Em janeiro, o Hospital de Câncer Alfredo Abrão cancelou 15 tratamento de quimioterapia de pacientes que estavam agendados na instituição, por conta da falta de insumos de alta complexidade, usado nas sessões, no estoque.

Há duas semanas, o Cosems (Conselho de Secretarias Municipais de Saúde) de Mato Grosso do Sul já alertava para a falta de medicamentos essenciais para a garantia da assistência em saúde nos municípios sul-mato-grossenses. 

FONTE/CRÉDITOS: Campo Grande News
Comentários:

Veja também

Seja bem vindo!