Portal do MS - Sua fonte de notícias de Mato Grosso do Sul

Domingo, 14 de Agosto de 2022

Notícias/Mato Grosso do Sul

Nelson Trad conduz 1º Fórum "Integração dos Municípios do Corredor Bioceânico"

A Rota afetará ainda nas atividades de outros 15 municípios em um raio de 250 km: Nova Alvorada, Terenos, Jaraguari, Bandeirantes, Ribas do Rio Pardo, Aquidauana, Anastácio, Dois i

Nelson Trad conduz 1º Fórum
Dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, quase 30% estarão ligados ao corredor - (FOTO: Divulgação/Assessoria)
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A abertura do 1º Fórum “A Integração dos Municípios do Corredor Bioceânico”, realizada na manhã desta quinta-feira (26), na Assembleia Legislativa. O evento atraiu cerca de 400 pessoas e autoridades do Brasil e internacionais da Argentina, Chile, Paraguai e Bolívia. Além do presidente da Frente Parlamentar Internacional do Corredor Bioceânico, senador Nelsinho Trad (PSD/MS), do ministro das Relações Exteriores Carlos França, com representantes dos países envolvidos e membros Governo de Mato Grosso do Sul.

Entre as representatividades internacionais, o parlamentar do Paraguai Enzo Cardoso, do Chile, os senadores Jaime Quintana Leal e Jorge Sória e o governador do Chile José Miguel. O ministro Carlos Alberto Franco França ressaltou que a integração entre os países inaugura novo eixo de dinamismo econômico e desenvolvimento regional. “O Centro-Oeste terá acesso a preços competitivos e relações comerciais que podem se transformar em novo polo de distribuição e centro logístico”, declarou.

A Rota Bioceânica entre Brasil e Chile, passando por Paraguai e Argentina, vai transformar Mato Grosso do Sul em “hub logístico”, um grande centro de importação e exportação. O projeto interfere ao todo em 23 municípios do Estado que serão beneficiados pela Rota Bioceânica. Diretamente serão oito municípios beneficiados com Corredor: Porto Murtinho, Jardim, Caracol, Bela Vista, Guia Lopes da Laguna, Nioaque, Sidrolândia e Campo Grande.

A Rota afetará ainda nas atividades de outros 15 municípios em um raio de 250 km: Nova Alvorada, Terenos, Jaraguari, Bandeirantes, Ribas do Rio Pardo, Aquidauana, Anastácio, Dois irmãos do Buriti, Bonito, Ponta Porã, Dourados, Rio Brilhante, Maracaju, Itaporã e Antônio João.

O senador Nelsinho Trad manifestou a grandeza desse fórum. “Mostra a magnitude do Projeto do Corredor Bioceânico e é com muito alegria que participamos dessa mesa de abertura. Esse evento é o resultado do trabalho e da parceria das instituições aqui representadas”, disse.

Em suas palavras, o senador recordou o sonho do sul-mato-grossense de ter a rota concluída. “Lá nos anos de 1989, eu estava terminando a minha residência de Urologia, sou médico, teve uma pessoa que sonhou com essa rota e colocou como prioridade em MS, refiro-me ao Heitor Miranda dos Santos (ex-prefeito de Porto Murtinho) a quem peço uma salva de palmas”, enfatizou o senador Nelsinho Trad.

O governador Reinaldo Azambuja destacou a potencialização do protagonismo de Mato Grosso do Sul nas exportações. “Conseguiremos mais simplificações nas aduanas, teremos agilidade e fluxo de mercadoria muito mais rápido com o corredor. 67% das exportações de Mato Grosso do Sul vão aos países asiáticos e somos grandes importadores. Então, teremos um fluxo contínuo de cargas se tivermos um tratado de integração comercial entre os países”, ressaltou.

O presidente da Assembleia Legislativa, Paulo Corrêa (PL), agradeceu o apoio do senador Nelsinho Trad e destacou a comunicação do evento para colocar MS no centro das discussões. “Estamos fazendo história”, afirmou o presidente, convidando todos para uma foto oficial.

FONTE/CRÉDITOS: Divulgação
Comentários:

Veja também

Seja bem vindo!